terça-feira, 31 de janeiro de 2012

Assista ao trailer da 2ª temporada de 'Game of Thrones'


A aguardada segunda temporada da série 'Game of Thrones', da HBO, já tem um trailer oficial. O vídeo foi divulgado no último domingo em rede nacional nos Estados Unidos.

Veja o vídeo abaixo:




'Game of Thrones' é baseada na série de livros 'A Song of Ice and Fire', escrita por George R. R. Martin, com seu título sendo derivado do primeiro livro. 
Na TV americana, a série 'Game of Thrones' estreou em 17 de abril de 2011 e foi bem recebida pela crítica e pelo público. O último episódio da primeira temporada teve 4,2 milhões de espectadores, número considerado alto para a HBO, o que garantiu a renovação do contrato para a segunda temporada. 
A segunda temporada de 'Game of Thrones' no dia 1º de abril nos Estados Unidos.

José Antonio Pinheiro Machado, o Anonymus Gourmet em Segundas Literárias da L&PM

No dia 23 de janeiro, a L&PM WebTV transmitiu, em tempo real e diretamente de Porto Alegre, o evento “Segundas literárias” com a participação de José Antonio Pinheiro Machado, o Anonymus Gourmet. Ao entrar no site da L&PM e clicar sobre o link “ao vivo”, as pessoas eram imediatamente levadas para o evento. Enquanto isso, também era possível participar via Twitter, comentando e enviando perguntas para o escritor.


As Melhores Histórias da Mitologia


Muito em breve aqui na Livraria do Trem teremos a versão pocket do livro “As Melhores Histórias da Mitologia” em dois volumes. Mas, enquanto isso vamos a mais um Pocket News da L&PM Web TV.

Da Editora:
Lançado em 2003 em formato convencional, "As Melhores Histórias da Mitologia" chega agora em dois volumes na versão de bolso. Carmen Seganfredo e Franchini reuniram os grandes mitos, batalhas memoráveis e os célebres heróis das lendas antigas, em uma prosa emocionante - agora mais acessível.



Pensamento da Semana

“Não é o trabalho de um artista dar ao público o que o público quer. Se o público soubesse o que quer, eles não seriam o público, e sim seriam o artista. É o trabalho de um artista dar ao público o que ele necessita.”

Alan Moore

Comunicação infeliz


Você trocaria “Os Maias” pela Meyer? Pois é, essa é a troca que a rede de livrarias francesa FNAC está propondo para seus clientes em Portugal.

“A fotografia partilhada é sempre a mesma e mostra um expositor de uma loja FNAC com o anúncio em destaque. Com o lema “A Cultura Renova-se”, a campanha da FNAC promove a entrega de livros, CD ou DVD usados, oferecendo um vale de cinco euros para descontar em compras de valor igual ou superior a 15 euros. Todo o material recolhido tem como destino a AMI. Até aqui tudo bem, não fosse o exemplo usado na campanha: “Troque ‘Os Maias’ por Meyer”.

O trocadilho e os dois livros em questão, em especial a forma como a loja apela à troca de obras como o romance “Os Maias”, de Eça de Queirós, por uma história de amor entre vampiros e humanos, são a principal reclamação que se tem multiplicado de várias formas pelo Facebook. Há quem fale em desvalorização do autor português e acuse a cadeia francesa de desrespeitar a cultura portuguesa, mas há outros que entendem a ideia, aplaudem a campanha, mas consideram a promoção uma piada de mau gosto. “Comunicação infeliz”, lê-se em muitos dos comentários.”


E você o que acha?

segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

Dia do Quadrinho Nacional

Hoje, dia 30 de janeiro, é comemorado o Dia do Quadrinho nacional. Então vamos ver qual é a dica de hoje da L&PM Web TV com mais um Pocket News da Editora.

Da Editora:
Hoje, 27 anos atrás, era publicada a primeira história em quadrinho brasileira, de Angelo Agostini. Na L&PM Editores, a primeira publicação também foi HQ: "Rango", de Edgar Vasques. A partir daí, o quadrinho sempre esteve na coleção da editora. Publicamos histórias internacionais, clássicos brasileiros - como "A Turma da Mônica" - e diversos outros na versão pocket. Recentemente, relançamos a "Enciclopédia dos Quadrinhos", de Goida e André Kleinert.



sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

Informamos...

Prezados amigos e clientes,

Informamos que neste e no próximo sábado (dias 28|01 e 04|02) não estaremos abertos devido a reajustes que estamos fazendo aqui na loja.

Avisamos, também, que os problemas relacionados a nossa linha telefônica serão resolvidos nestes dias (para quem tentou nos contatar por telefone e não obteve sucesso).

A partir do dia 06 de fevereiro estaremos restabelecendo o funcionamento normal de nossa loja.

Pedimos desculpas para todos e contamos com sua compreensão.

Atenciosamente
Daniel Cunha

Pink Floyd – Dark Side of the Moon (1973)


O oitavo álbum de estúdio do grupo britânico de rock progressivo Pink Floyd, lançado em março de 1973, é um dos discos mais vendidos da história do mercado fonográfico mundial.


Quando o LP foi lançado, causou um grande impacto por ter utilizado algumas das técnicas de gravação mais avançadas da época, incluindo a gravação multitrack e loops de fita, além do uso dos sintetizadores analógicos que receberam destaque em várias faixas.

Os temas das letras de Dark Side of the Moon giram em torno da ganância, o conflito, a passagem do tempo e a doença mental, esta última em parte inspirada pelo estado de deterioração mental de Syd Barrett, antigo membro fundador do grupo.

A arte da capa ficou a cargo do conceituado estúdio inglês Hypgnosis, responsável pelas demais capas do grupo.

Uma estimativa não oficial aponta que 1 em cada 14 pessoas com menos de 50 anos, nos EUA, possuem uma cópia deste LP.

O gosto pela boa música nunca morre...

quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

Mais Saramago...

Nota da postagem do vídeo:
E se as histórias para crianças passassem a ser de leitura obrigatória para os adultos?
Seriam eles capazes de aprender realmente o que há tanto tempo têm andado a ensinar?


Quem lê Saramago?

Felipe Camargo, Mariana Ximenes, Laura Cardoso, Denise Fraga e Leandra Leal prestam uma homenagem ao escritor José Saramago lendo um trecho do livro Ensaio Sobre a Cegueira.


quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

Charles Bukowski

No Pocket News de hoje a L&PM Web TV lembra dos carteiros através do famigerado Bukowski que também já caminhou muito para entregar a correspondência alheia na função de carteiro. Claro, tudo isso antes de se tornar referencia na literatura.

Da Editora:
Há 348 anos criava-se, no Brasil, a profissão do carteiro. Por isso, hoje o Pocket News recomenda nosso ilustre carteiro Charles Bukowski e seu célebre personagem, Henry Chinaski, que também exerceu o ofício. "Mulheres", "Misto-Quente" e "Cartas na rua" são as dicas de hoje.



Mais do que palavras

Inspirado, em medidas iguais, pelo furacão Katrina, Buster Keaton, O Mágico de Oz, e um amor pelos livros, "Morris Lessmore" é uma história de pessoas que dedicam suas vidas aos livros e livros que retribuem o favor. A animação é uma alegoria sobre os poderes curativos das histórias contidas nos livros. Usando uma variedade de técnicas (miniaturas, animação por computador, animação 2D) o premiado autor/ilustrador William Joyce e o Co-diretor Brandon Oldenburg apresentam uma nova experiência em uma narrativa que remonta aos filmes mudos e musicais da MGM Technicolor. "Morris Lessmore" é uma experiência revigorante para todos os amantes do livro e da leitura.




The Fantastic Flying Books of Mr. Morris Lessmore from Moonbot Studios on Vimeo.

São Paulo

Parabéns pelos seus 458 anos.



Amadeo Modigliani - Biografia

Vamos começar este dia, de temperatura mais amena aqui no Sul do país, com mais um Pocket News da L&PM  Web TV. E para este 25 de janeiro cheio de acontecimentos como o aniversário de São Paulo (458 anos) e a estréia da pré Libertadores (só p’ra lembrar que hoje tem jogo). Ficamos com a dica de leitura da biografia de Modigliani que completou ontem 92 anos de sua morte.

Da Editora:
Em 24 de janeiro de 1920 morria um dos mais significativos e intrigantes precursores da arte moderna. Amadeo Modigliani foi mais do que um escultor, pintor ou desenhista: para além do tempo e do seu estilo, ele continua sendo um feiticeiro da arte. Sua tragetória está na série Biografias da coleção L&PM Pocket. Outras sugestões são as biografias de Andy Warhol (lançamento) e de Marilyn Monroe.

terça-feira, 24 de janeiro de 2012

A Volta ao mundo em 80 dias - Júlio Verne

Mais um interessante booktrailer da L&PM e desta vez com Júlio Verne em quadrinhos... Confira:

Da Editora:
"Aposto vinte mil libras com quem quiser que posso dar a volta ao mundo em oitenta dias." Após ter sua aposta aceita, o inglês Phileas Fogg, juntamente com o leal Jean Passepartout, embarcam numa das maiores aventuras da literatura, na qual cada hora é crucial para vencer os desafios que vão aparecendo.
As edições da coleção "Clássicos da Literatura em Quadrinhos contam ainda com um rico painel sobre o autor e a obra, aliando a tradição dos clássicos à linguagem original dos quadrinhos.



Capas dos Vingadores emulam clássicos da pintura

O Papo de quadrinhos noticiou que, como parte da estratégia de marketing do filme dos Vingadores, a Marvel vai publicar 15 capas da equipe imitando o estilo de artistas famosos. Clique aqui para ler a notícia completa e veja abaixo dois exemplos, como os seus respectivos originais.



T. Lautrec - Moulin Rouge

Seurat - Domingo à tarde na ilha de Grande Jatte.

segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

Immanuel Kant

Kant deu à filosofia uma estrutura da qual ele ainda não escapou completamente, e para a qual ainda não se encontrou um sucessor. Apesar de muitos considerarem que os fundamentos da filosofia moderna foram estabelecidos por Descartes, sem Kant eles teriam levado a filosofia para uma outra direção. Kant deu muitos direcionamentos, mas a maioria dos críticos concorda que ele lhe trouxe uma força unificadora. Depois dele, a filosofia tornou-se autônoma, separada da ciência e da teologia, e capacitada para dar validade às afirmações dessas últimas. Apesar de ser impossível oferecer uma definição permanente e incontestável da filosofia pura, Kant é o filósofo puro.


Kant foi sem dúvida um dos filósofos europeus mais importantes. Ele questionou grande parte da obra de seus antecessores iluministas e estabeleceu as bases para a geração seguinte de pensadores europeus.

João das Fábulas 4 de 4


E a minissérie do João aproxima-se de sua apoteótica e explosiva conclusão repleta de muita ação e adrenalina. João e Gary estão em Las Vegas e, como todos sabem, a sorte é uma megera. Mesmo assim, nosso protagonista se deu bem e conquistou uma herdeira podre de rica. A questão é: até quando a sorte sorrirá pro nosso herói? O fim da maior, mais legal e melhor minissérie Vertigo já publicada pela Panini (e única até o momento…)!

DETALHES DA EDIÇÃO
Formato americano (17 x 26)
76 páginas.
R$ 6,50
Papel Pisa
Lombada canoa.
Distribuição setorizada.
Capa couché.
Jack of Fables 8-10

Maigret e a mulher do ladrão

Vamos as dicas de leitura de mais um Pocket News da L&PM Web TV...

Da Editora:
"Maigret e a mulher do ladrão" é lançamento na série Simenon, na coleção L&PM Pocket. Um marco na literatura policial, Maigret é um dos mais célebres investigadores, ao lado de Sherlock Holmes e Poirot. Outras dicas são "Maigret e os flamengos" e "Maigret". Em 2012 serão vários lançamentos na série Simenon.



sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

Cream - Fresh Cream (1966)

Spoonful by Cream on Grooveshark
*para ler ao som de Spoonful-Cream

Fresh Cream, o álbum de estréia do super power trio inglês Cream, foi lançado em dezembro de 1966, e também foi o disco de estréia do selo independente Reaction Records, de propriedade de Robert Stigwood.


Os já experientes músicos Eric Clapton, Jack Bruce e Ginger Baker, conseguiram atingir a fusão perfeita do Blues, Rock, virtuosismo e psicodelia em faixas como “Spoonful”, “I’m So Glad”, “Rollin’ And Tumblin’” já na estréia da banda.

 O LP Fresh Cream se tornou um clássico, arrancando elogios da crítica, mas a banda iria se superar  na seqüência com outro clássico “Disraeli Gears” ,mas isso, já é uma outra história...

Para adquirir este LP (novo) em nossa loja é só clicar aqui

quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

Eduardo Galeano realizou a abertura do Prêmio Casa de las Américas

Segunda-feira, 16 de janeiro, na capital de Cuba, Eduardo Galeano realizou a abertura do Prêmio Casa de las Américas deste ano.  Em seu poético discurso, ele disse “Obrigado, mil obrigados por este alimento de vitamina D, ‘D’ de dignidade, que tanto nos ajuda a acreditar que o dever de obediência, imposto pelos poderosos deste mundo é, pode ser, nossa penitência, mas não é, nem pode ser, nosso destino”.
No evento, o autor de “As veias abertas da América Latina” reafirmou sua amizade com a Casa de las Américas, fundada em abril de 1959 na cidade de Havana.  Abaixo, seu discurso:

Retirado do blog da L&PM


Edgar Allan Poe

Que tal comemorar o aniversário de nosso eterno Edgar Allan Poe lendo algum de seus livros? Então neste 19 de Janeiro repleto de grandes nascimentos fica a dica da L&PM Web TV com mais um Pocket News da Editora.

Da Editora:
Em 19 de janeiro de 1809 nascia, em Boston, Edgar Allan Poe. Suas narrativas de terror, de mistério e policiais são marcos na história da literatura, e influenciaram autores como Conan Doyle, Agatha Christie, G. K. Chesterton., Jorge Luis Borges etc. A L&PM publicou "O relato de Arthur Gordon Pym", "Assassinatos na rua Morgue", "A Carta roubada" e o lançamento "O escaravelho de ouro & outras histórias - inclui o mistério de Marie Rogêt".






quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

Ponto de Ignição 1


Alguém está “roubando” tempo de vida de pessoas inocentes. As suspeitas recaem sobre o Perseguidor Implacável, que alega ter vindo de outra Terra para nos salvar de uma anomalia temporal. E esta não é a única revelação bombástica feita por ele. Além disso, um velho inimigo do Flash dá as caras. Foi dada a largada para Ponto de Ignição, a saga que mudará a história do Universo DC como o conhecemos!



terça-feira, 17 de janeiro de 2012

Elementar meu caro Ritchie

Finalmente alguém resolveu soltar o verbo sobre este enlatado norte americano de Guy Ritchie. Mais um pouco o próprio Conan Doyle iria dar um jeito de psicografar um manifesto. Leia este pequeno comentário da Paula Taitelbaum que encontrei no blog da L&PM Editores.

Nem sombra de Sherlock Holmes?

É preciso boa vontade para ver uma sombra do verdadeiro Sherlock Holmes no novo filme de Guy Ritchie. Mas sombra é algo que, no apagar das luzes, vai embora. E é justamente essa a sensação que se tem no dia seguinte: findo o filme, parece não sobrar nada do personagem original criado por Conan Doyle. Se no filme anterior, Ritchie nos surpreendia com efeitos visuais impactantes, aqui eles aparecem tantas vezes que soam como uma piada repetida à exaustão. Ou seja, não tem mais graça. O que leva a crer que as risadas vindas das cadeiras iluminadas por celulares adolescentes (será que eles ficam tuitando durante o filme?) só são ouvidas porque aqueles jovens nunca leram o verdadeiro Sherlock Holmes. E vamos combinar que este filme tinha ainda mais possibilidade de se dar bem, já que coloca em cena o arquiinimigo do detetive, o Professor Moriarty. Aliás, Guy Ritchie teve a chance de, na sequência final, terminar seu filme à la Conan Doyle, exatamente como o escritor encerra o conto “O problema final” do livro Memórias de Sherlock Holmes. Na época em que Doyle criou este conto, ele não aguentava mais escrever sobre seu personagem mais famoso, de cujo sucesso havia virado refém. Então, ele o fez despencar num penhasco sem fundo, abraçado ao seu mais importante e impactante rival (cujo nome, aliás, dizem que teria inspirado Jack Kerouac na hora de batizar o herói de On the Road, Dean Moriarty). Mas não é o que acontece na tela… Embora Guy Ritchie  também nos dê a impressão de que, neste segundo filme, ele estava louco para se livrar do genial Sherlock, parece que o diretor, ex-marido de Madonna, preferiu explicar a piada. Pra quem não quer chorar (e não é chorar de rir!) com o resultado, aconselho comprar algum livro – são muitas as opções -  de Sherlock Holmes. Sai mais barato do que o ingresso de cinema. E, nas páginas, ele permanece vivo, ao contrário do que, no fundo, acontece em “Jogo de sombras”, um filme pra lá de descartável… (Paula Taitelbaum)

"A morte de Sherlock Holmes", desenho de Sidney Paget que foi feito para a edição original de "Memórias de Sherlock Holmes", de 1894

domingo, 15 de janeiro de 2012

VERTIGO #26

Revista mensal, formato americano (17 x 26), 132 páginas, papel Pisa Brite, R$ 9,90, distribuição nacional, capa couché.


Hellblazer: dose dupla do mago inglês! Três ladrões não tardam muito a descobrir que se meteram com o cara errado quando roubam um artefato maldito do depósito de John Constantine. E a estreia de um novo arco onde John terá de encarar as consequências de seu recente pacto para recuperar a memória… Tudo isso para marcar a chegada de Leonardo Manco, o novo artista regular da série! Casa dos Mistérios volta em seguida. Vampiro Americano: de caçador de vampiros a improvável aliado de Skinner Sweet… a vida de Henry não poderia estar mais complicada. Por sorte, Pearl está chegando… Hellblazer: três ladrões não tardam muito a descobrir que se meteram com o cara errado ao roubar um artefato maldito do depósito de John Constantine… Joe, o Bárbaro: Joe é recebido com pompa e circunstância no Castelo da Fornalha, último bastião a salvo das garras do Rei Morte. Mas as garras do Rei Morte fecham o cerco! Escalpo: ele está sumido, mas volta aos holofotes na próxima edição! Diesel não consegue ficar longe de encrenca, mesmo que esteja trancado numa prisão! (American Vampire 17, Scalped 26, Hellblazer 201 e 202, Joe the Barbarian 6)

Hellboy: Caçada Selvagem

Mythos
196 páginas cor, formato americano, miolo couché, R$ 46,90


Quando gigantes ancestrais começam a ressurgir no território britânico, Hellboy é convidado a ingressar num pelotão de matadores de monstros denominado Caçadores Indômitos. Criada em 1259, a tropa secreta vem rechaçando a ameaça dos colossos malignos ao longo dos séculos. Hellboy só não pode prever que a supostamente nobre expedição lhe reserva uma terrível surpresa, cujo desfecho o levará de encontro a uma inimiga muito mais mortífera: a Rainha de Sangue, uma ultrapoderosa feiticeira recém-revivida, cujo único propósito é arregimentar um exército demoníaco para destruir a humanidade. Se quiser combatê-la e salvar seu mundo adotivo, o herói egresso do inferno ainda terá de arcar com estarrecedoras verdades acerca de sua origem… e com seu próprio legado de trevas. O multipremiado mestre dos quadrinhos modernos Mike Mignola, novamente em parceria com o excepcional artista Duncan Fegredo, traz para você a ansiosamente aguardada continuação de O Clamor das Trevas, uma das mais aclamadas sagas do Detetive Sobrenatural. Como atrações adicionais, esta edição inédita reúne capas originais de Mike Mignola, além de um caderno de esboços e comentários de ambos os artistas.


sábado, 14 de janeiro de 2012

Aconteceu na Livraria do Trem


*Gravação do Programa Vale Mais da TV Unisinos SL (Doce de Côco Jacob do Bandolin)

O Paradoxo da Espera do Ônibus

Homem espera em vão o ônibus. Em vão? ora, se o ônibus está demorando, então ele está mais perto de chegar. Baseado em várias histórias reais. Desenho desanimado de Christian Caselli. Desenhos de Gabriel Renner e narração de Chico Serra.


sexta-feira, 13 de janeiro de 2012

Uma leitura abaixo de zero

Aproveitando que a temperatura baixou um pouco que tal ler um livro abaixo de zero? Pois é, foi isso mesmo que você acabou de ler “Abaixo de Zero” é o primeiro romance de Bret Easton Ellis e agora chega para nós em versão pocket. Então, fica a dica de mais um Pocket News da L&PM Web TV.

Da Editora:
O romance de estréia de Bret Easton Ellis chega agora à coleção L&PM Pocket. Em "Abaixo de Zero", Ellis traz um retrato visceral da geração perdida dos anos 80, e chamou a atenção para a passividade e a inconsequência dessa juventude, delineando aquela que seria a temática central de sua obra: como as cicatrizes da adolescência podem ser profundas e difíceis de apagar. O outro romance do autor publicado na coleção Pocket é "O Psicopata Americano", que terá uma nova versão nos cinemas.


Velvet Underground X Fundação Andy Warhol

Sunday Morning by The Velvet Underground on Grooveshark
*Para ler ao som de Velvet Underground Sunday Morning

Em 1967, Andy Warhol desenhou uma banana que foi usada no primeiro álbum da lendária banda Velvet Underground: “The Velvet Underground & Nico”. Agora, o Velvet – na verdade os fundadores da banda, Lou Reed e John Cale – está processando a Fundação Andy Warhol por uso indevido desta ilustração. Segundo eles, a instituição violou a marca registrada da famosa capa do “disco da banana”.


Reed e Cale dizem que a fundação infringiu o design ao licenciá-lo para terceiros, no caso para capas de iPhone e iPad. De acordo com a queixa registrada quarta-feira, dia 11 de janeiro, em uma corte federal em Manhattan, o desenho da banana se converteu em um símbolo, um verdadeiro ícone do Velvet Underground e a ação cita que Warhol recebeu US$ 3 mil pelo seu desenho.

Na época do lançamento do disco, a banda e o artista pop mantinham uma colaboração criativa, como bem mostra a recém lançada biografia Andy Warhol da Coleção L&PM Pocket, livro, aliás, que cita várias vezes a relação de Warhol com o Velvet Underground:

“O Velvet tornou-se parte integrante da Factory, dando-lhe uma nova identidade, mais rock´n´roll e underground, ou mais exatamente: mais punk, avant la lettre. A música do Velvet não é parecida com a dos Rolling Stones, mais unificadora, mais popular, menos inquietante. A imprensa, contudo, considerava-a bárbara, uma aberração contrária à natureza. O próprio Warhol admitia que a banda causava um efeito doloroso, assustador e, no entanto, belo. Mas Warhol considerava essas experiências sublimes”

Retirado do Blog da L&PM

Black Sabbath - Black Sabbath (1970)





Lançado no dia 13 de fevereiro de 1970, o auto intitulado disco de estréia do Black Sabbath é um dos trabalhos mais influentes da música pesada, sendo considerado como o marco zero do Heavy Metal.

Porém no seu lançamento o álbum foi considerado muito "dark" para a época. Muito se deve a crueza da produção, aliada ao andamento lento e pesado das canções.

As letras giravam em torno de temas ocultos/sobrenaturais como na "figura de preto" que o baixista Geezer Butler afirma ter visto depois de acordar de um pesadelo, e que é retratada na faixa título.

Enquanto outras letras foram baseadas em obras literárias de cunho sobrenaturais como "Behind the Wall of Sleep"  que foi baseada numa história escrita por H.P. Lovecraft, enquanto a letra de "The Wizard" [já mais para o lado da fantasia] foi inspirada no personagem Gandalf de O Senhor dos Anéis.

Além das composições próprias, o álbum ainda trazia dois covers "Evil Woman" do Crow e "Warning" do Aynsley Dunbar Retaliation.

A assustadora foto da capa, que traz a modelo Louise segurando um gato preto em meio a uma paisagem tenebrosa, foi fotografada por Marcus Keef.

13 fatos sobre a sexta-feira 13


Hoje é um daqueles dias em que os supersticiosos ficam alertas – tem gente até que não sai de casa e falta ao trabalho com medo de ocorrer alguma coisa terrível. Mas de onde veio essa história de que sexta-feira 13 é dia de azar? O que já rolou de ruim nelas? Listamos 13 fatos que ajudam a entender o mito – ou que servem como curiosidade para você contar por aí.

1- Deus favorito vira deus morto
Tudo indica que a história envolvendo a sexta-feira 13 tenha origem em lendas da mitologia nórdica. De acordo com a primeira delas, 12 divindades foram convidadas para um banquete no Valhalla, a morada dos deuses. Mas um espírito do mal e da discórdia apareceu sem ser chamado e armou uma briga em que morreu o favorito dos deuses. Daí veio a crença de que convidar 13 pessoas para um jantar era problema na certa.

2- A deusa bruxa da sexta-feira
Também na Escandinávia, Freya, a deusa do amor e da beleza cujo nome deu origem a Friday (o “dia de Freya”, sexta-feira em inglês) se transformou em bruxa quando as tribos nórdicas e alemãs se converteram ao cristianismo. Para se vingar pelo abandono, ela passou a reunir-se todas as sextas com outras 11 bruxas, mais o demônio – num total de 13 entes que ficavam rogando pragas sobre os humanos. Mais má fama para a sexta-feira e o número 13.

3- A tortura dos Cavaleiros Templários
Uma história mais recente tem a ver com a Ordem dos Cavaleiros Templários, fundada no século 12 durante as Cruzadas para proteger os cristãos que voltaram a fazer a peregrinação a Jerusalém após a sua conquista. Mas sua influência e prestígio na Europa estavam crescendo muito e incomodaram o rei Filipe IV, da França. No dia 13 de outubro de 1307, uma sexta-feira, ele iniciou uma perseguição aos templários, que passaram a ser presos, torturados, excomungados e queimados na fogueira.

4- Sexta-Feira 13 tocando o terror nos computadores
Numa sexta-feira, 13 de janeiro de 1989, um vírus de computador causou muita dor de cabeça nas pessoas em uma época que ainda não estava acostumada com esse tipo de ataque. Seu nome oficial era “Jerusalem”, mas ele ficou conhecido como “Sexta-Feira 13” porque ficava oculto e era executado nessa data. Depois de apenas 30 minutos de contaminação, o vírus era capaz de diminuir a velocidade do PC em até 90%. Hoje, é facilmente detectável por qualquer antivírus, mas mesmo assim vários dos seus sucessores se baseiam em seu código e método de infecção.

5- O AI-5 foi decretado em uma sexta-feira 13
O Ato Institucional Nº5 (AI-5) foi decretado no dia 13 de dezembro de 1968, uma sexta-feira, pelo regime militar brasileiro. Ele dava poderes totais ao Presidente da República e colocava o país em estado de sítio, permitindo aos militares fechar o Congresso e suspendendo várias garantias constitucionais. Motivo a mais de trauma para os brasileiros.

6- Sexta-feira, independente de ser dia 13, é dia de má sorte em muitas culturas
A sexta-feira já era considerada de má sorte desde a Idade Média e continua sendo em muitas culturas. O folclore macedônio proíbe cortar o cabelo e as unhas nesse dia e os brâmanes e parses indianos, bem como os burmaneses, acham que é um dia de mau agouro. Segundo a superstição náutica, é bom começar o fim de semana só no sábado mesmo e evitar zarpar em uma sexta-feira para não desagradar a deusa Freya (aquela da sexta-feira).
7- A natureza também já sofreu numa sexta-feira 13
O pior incêndio de florestas na história da Austrália ocorreu em uma sexta-feira 13 de 1939, onde cerca de 20 mil quilômetros de terra foram queimados e 71 pessoas morreram.

8- O avião que deu origem ao filme Alive caiu em uma sexta-feira 13
O avião da Força Aérea do Uruguai que levava 45 pessoas, incluindo a equipe uruguaia de rúgbi, caiu na Cordilheira dos Andes no dia 13 de outubro de 1972, uma sexta-feira. Os 16 sobreviventes, que tiveram que praticar antropofagia para se manterem vivos, enfrentaram um frio de 30 graus negativos e foram resgatados 72 dias depois do acidente. Os acontecimentos deram origem ao filme Alive (Vivos), de 1993.

9- E tem gente que celebrada a data (medo!)
Em Portugal, muitas cidades e vilas celebram a Sexta-feira 13, incluindo a cidade do Porto. A maior de todas acontece no castelo de Montalegre, em Trás-os-Montes. As festas incluem bruxas, teatro, fogueira e banquetes com produtos locais.

10- Sim, existe uma fobia relacionada à sexta-feira 13 e, sim, ela tem um nome bizarro
Paraskavedekatriaphobia ou frigatriscaidecafobia. É assim que é chamado o medo excessivo desse dia. Os sintomas variam de leve ansiedade a ataques de pânico, que podem levar as pessoas à remodelação de horários ou a faltar ao trabalho um dia inteiro. Segundo Donald Dossey, fundador do Stress Management Center and Phobia Institute, a fobia atinge de 17 a 21 milhões de pessoas só nos EUA.

11- Dia ruim para os negócios
Estima-me que os Estados Unidos percam entre US$800 e 900mi em negócios a cada sexta-feira 13 porque as pessoas ficam com receio de fazer as coisas que normalmente fariam, como viajar ou sair para fazer compras. Os americanos que não suportam shoppings lotados (e não sofrem de parascavedecatriafobia) devem se esbaldar nesse dia. o/

12- O acidente com a Apollo 13 também foi numa sexta-feira 13
Desafiando os supersticiosos, a missão Apollo 13, com destino à Lua, estava indo bem nos dois primeiros dias. Daí, no dia 13 de abril de 1970, uma sexta-feira, ocorreu uma explosão na nave que impediu a descida ao satélite. Os tripulantes ficarem quatro dias com o oxigênio racionado, mas felizmente, voltaram intactos para a Terra.

13-  Ficar com medo da sexta-feira 13 pode fazer você se dar mal nela
Uma pesquisa da Universidade de Hertfordshire, na Inglaterra, descobriu que pessoas que se consideram azaradas são mais propensas a acreditar em superstições associadas com má sorte e ficar ansiosas em sextas-feiras 13. E o que elas temem muitas vezes acaba acontecendo mesmo – não por serem azaradas, mas justamente porque, estando ansiosas, elas têm mais chances de fazer coisas erradas ou bater o carro, por exemplo.

quinta-feira, 12 de janeiro de 2012

A Arte é Pop

Para terminar o dia fica o Pocket News de hoje que é vinculado diariamente no canal da L&PM Web TV no YouTube.

Da Editora:
O genial Andy Warhol está agora na série biografias. Escrito por Mériam Korichi, o livro traz a vida do jovem descendente de imigrantes que revolucionaria a arte moderna na era da reprodutibilidade.